Em Literatura

Resenha: O Peso do Pássaro Morto | Aline Bei

A leitura de O Peso do Pássaro Morto traz gatilhos de abuso sexual. 
Antes de tudo, preciso dizer que O Peso do Pássaro Morto é um livro dolorido de se ler, que não recomendo para todo mundo, principalmente em momento de isolamento social. É uma obra extremamente necessária, mas também muito forte sobre dor, perda e, principalmente, falta de razão para viver por conta de acontecimentos tristes e injustos do passado. 

Em O Peso do Pássaro Morto, romance narrado em versos, acompanhamos a trajetória de uma mulher cujo nome não é em nenhum momento mencionado em diferentes etapas da vida: começa na infância e termina na meia-idade. 

Essa personagem sonha em ser aeromoça, já que "elas voam sem precisar de asas" (41% do Kindle), mas um acontecimento da adolescência faz absolutamente todas as perspectivas dela ruírem. É literalmente como se essa mulher fosse um pássaro (e foi essa a analogia que eu fiz do título) que perdesse as asas e morresse aos poucos. 
"o que eu estaria fazendo se eu
pudesse ter escolhido fazer
alguma coisa?"
- 41% do Kindle. 
Esse acontecimento vai moldar o resto da vida dela a ponto de a mulher não conseguir mais criar laços suficientes com ninguém ou até literalmente não ter vontade de fazer isso. Ela, inclusive, sente a necessidade de explicar como o mundo é cruel e dolorido na maior parte ou todo o tempo. 
"eu estava chorando
de cansaço, olhei praquela criança
também chorosa, ela que
não fazia ideia
do que é no mundo nascer um menino,
alguém precisa contar."
[...]
as mulheres
abusadas nas trincheiras e
nos viadutos
não estão nos livros de história."
 - 35% do Kindle. 
O mais incrível e ao mesmo tempo dolorido é que pessoas como a protagonista estão por aí o tempo inteiro e são bastante reais. Pessoas que passaram pela vida sem a viver de verdade, porque estão traumatizadas ou não aguentam lidar com a dor. Pessoas que perderam outras pessoas muito queridas e têm dificuldade ou não sabem lidar com a morte. Pessoas que foram violentadas. Pessoas que tiveram filhos, mas não queriam. Pessoas que em alguns momentos simplesmente não aguentam mais. 
"entendendo que o tempo
sempre leva
as nossas coisas preferidas no
mundo
e nos esquece aqui
olhando pra vida
sem elas."
- 68% do Kindle. 

O Peso do Pássaro Morto faz parte da literatura brasileira e foi vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura 2018 na categoria Melhor Romance de Autor Estreante com Menos de 40 anos. Está disponível gratuitamente no Kindle Unlimited. 

Vocês já leram O Peso do Pássaro Morto? Também se impressionaram com a história? O que acharam? Me contem nos comentários!

Postagens Relacionadas

0 comentários:

Postar um comentário

@bloglivriajando